Os desafios do crescimento

Quando partimos para a concretização de um sonho empreendedor, não dimensionamos o quanto esse sonho irá custar ou crescer. Os empreendedores são movidos por desafios diários nos seus negócios e se deparam com os conflitos inerentes aos mesmos.
 
Quando crescer? De que forma? Vale a pena crescer? Estamos preparados para tal crescimento? Temos suporte para atender essa nova demanda? O mercado está pronto para receber esse crescimento? A necessidade do crescimento é real? Enfim, todas essas perguntas, conflitos e incógnitas fazem parte do dia a dia do empreendedor. Porém, em alguns momentos, crescer é realmente preciso, faz parte do sonho, é necessário e o mercado solicita.
 
A forma de crescer e manter o sucesso é que é o grande desafio. Catalisar talentos, juntar pessoas, ajustar estratégias e planos para futuro, pesquisar o mercado, investir em novas tecnologias e aprofundar as pesquisas de novos produtos além de captar novos clientes, devem fazer parte de uma gama de tomada de decisões importantesna fase de crescimento.
 
A cada pergunta formulada, deverá ser aplicada, pelo menos, uma resposta simples: VALE A PENA? Se ao responder "SIM", o leque de atitudes deverá ser ainda mais abrangente. Às vezes doloroso e necessário para uma avaliação melhor do momento de crescer. Administrar o crescimento e administrar todos os processos é fator decisivo
para um sucesso perene e consistente.
 
Capacitar pessoas, investir em modernização e tecnologia pode ser uma atitude interessante na nova fase da empresa. Pesquisar o mercado e buscar novas consultorias também é uma estratégia facilitadora para descortinar esse novo horizonte. O empreendedor deve se cercar de talentos com conhecimento técnico, "expertise" e, principalmente,vivência coerente no mercado em que atua.
 
No momento, estou desenvolvendo um grande projeto para uma empresa que cresceu desordenadamente, com ônus reais internamente, apesar de manter o seu faturamento em ordem crescente, todos os processos e pessoas continuam agindo de forma doméstica, enfrentando grave crise interna, tanto no desenvolvimento profissional, quanto no próprio fato de manter o crescimento de forma saudável.
 
É evidente que o empreendedor, embalado pelo seu espírito desafiador, muitas vezes não se programa para crescer de forma saudável e isso pode até levá-lo a um movimento inverso. Ao invés de crescer, ele pode entrar numa roda de decréscimo, comprometendo todo o seu sonho!
 
Vale lembrar que o sucesso de um empreendimento pode ser medido não só pelo seu faturamento, mas também pela sua marca no mercado, pelo fortalecimento das relações comerciais, pelo comprometimento com a clientela, pela ousadia com novos produtos e serviços, pela oferta sustentável e surpreendente de itens que o mercado sempre sonhou em ter. Por isso, a construção de uma empresa ou uma oferta de produtos ou serviços, deve ser muito bem elaborada, consistente, coerente e encantadora, pois fica aqui a reflexão: crescer vale à pena?
 
Fico, aqui, na torcida para que sua resposta seja "SIM! VALE A PENA CRESCER!"
 
 

Outros Artigos

> leia mais

Comentários

Deixe seu comentário