A Tradicional Comida Cuiabana do Lelis

A gastronomia, no mundo todo, é um dos mais importantes atrativos de viagem. No Brasil esse motivo torna-se especialmente importante, dadas às dimensões continentais do país, as influências culturais de cada região, diversidade de bioma e insumos naturais, responsáveis pela identidade muito peculiar de algumas regiões.
 
O Lelis é um Restaurante cuiabano que recebe seus clientes (em especial os executivos do agronegócio que frequentam o Centro Oeste) com uma mesa farta e típica de pescados da região, permitindo que cada visitante leve em sua memória gustativa os sabores dos pratos que tão bem definem a gastronomia local.
 
Funcionando há 10 anos sob o comando do restaurateur Lelis Fonseca, em sistema de rodízio, a casa permite ao comensal desfrutar de 9 tipos de peixes e iguarias locais (matogrossense e amazonense), em diversas preparações, com temperos e técnicas locais preservadas, levando à mesa pratos tradicionais da gastronomia cuiabana.
 
Carnes exóticas como jacaré da COOCRIJAPAN (Cooperativa de criadores de Jacaré do Pantanal), e Arraia, do Amazonas, fazem parte do rodízio que chega à mesa em preparações diversas, juntamente com peixes como Pirarucu, Piraputanga, Pintado, Matrinxã e Lambari, entre outros, fazendo do Lelis o único restaurante da região com essa proposta.
 
No dia a dia são ofertados aos comensais pratos típicos como Mujica de Pintado (ensopado de pintado com mandioca), Ventricha de Pacu à milanesa, farofa de banana (com banana da terra madura) e um típico pirão de peixe, com a carne do mesmo desfiada, formando um acervo gastronômico que não pode deixar de ser apreciado a quem visita o Mato Grosso.
 
Curiosamente, contrariando a preferência nacional de consumir mais vinhos tintos, o Lelis vende mais vinhos brancos, numa proporção de 70% - 30% em favor destes, um dado que corrobora com o savoir faire enogastronômico dos seus clientes.
 
O sabor da comida típica, de aspecto caseiro do Lelis conta com a escolta de um bom time de vinhos brancos, que traçam uma sinergia capaz de gerar compulsão no comensal. É quando se come não por uma mera necessidade, mas por puro prazer.

Outros Artigos

> leia mais

Comentários

Deixe seu comentário