Sânque ru do nu

O ano era 1911. Um jockey Americano desmontou um bar em Nova Iorque e remontou tudo em Paris. Foi assim que nasceu o New York Bar. Alguns anos depois, o barman comprou o estabelecimento e adicionou seu nome ao título, criando o Harry's New York Bar... e o transformou em uma entidade parisiense. Naquela época, turistas americanos estavam começando a invadir a França e vários grandes artistas haviam se mudado para a Cidade Luz. O bar do Harry se tornou muito popular entre os expatriados, que procuravam conforto em um ambiente onde se sentiam em casa.
 
Algumas das presenças ilustres que, frequentemente, agraciavam o local incluem Ernest Hemingway, Coco Chanel, Rita Hayworth e Humphrey Bogart. George Gershwin usou o piano do subsolo para compor sua "Sinfonia em Paris". Além disso, os fãs de James Bond talvez saibam que o bar tem um papel de destaque na vida do agente 007 como o lugar onde ele perdeu sua virgindade.
 
Mas bares de expatriados e com clientes nobres existem aos montes em Paris. Então, querido leitor, você deve estar se perguntando: por que esse é tão especial? Bem, além de ser considerado o primeiro bar de cocktails da Europa, ele leva a fama de ter criado vários drinks conhecidos mundialmente, incluindo o célebre Bloody Mary.
 
Reza a lenda que, em 1920, Ferdinand "Pete" Petiot, um dos bartenders do Harry’s, foi apresentado quase que simultaneamente a dois líquidos: vodca, trazida pelos refugiados russos que acabavam de chegar a Paris, e suco de tomate enlatado importado dos Estados Unidos. Porém demorou um ano para ele "juntar dois mais dois" e colocar os dois ingredientes no mesmo copo, criando o famoso cocktail.
 
O bar também é muito conhecido pelo seu endereço: 5 Rue Daunou. As propagandas, tendo os estrangeiros como público alvo, ensinavam aos turistas como pronunciar o endereço em inglês, sugerindo que dissessem ao taxista "Sank Roo Dou Noo”. Se você, leitor brasileiro, quiser seguir os passos desses famosos e provar a Bloody Mary no lugar onde ela nasceu (ou um dos outros drinks do extenso menu), pode dizer para o motorista: "Sânque ru do nu!" Só não garanto uma noite tão animada quanto a do James Bond.

Outros Artigos

> leia mais

Comentários

Deixe seu comentário