Os pratos preferidos dos franceses: Medalha de Prata

No mês passado (revista de junho/2016), lançamos uma série de três colunas sobre os pratos preferidos dos franceses. Já falamos do terceiro colocado, o couscous. Hoje, é a vez do medalhista de prata: moules-frites.
 
Moules-frites é, como o nome indica, mexilhões com batatas fritas. Assim como o couscous, também é um prato de origem estrangeira: dessa vez, emprestado da vizinha Bélgica.
 
Um manuscrito belga datado de 1781 é considerado a primeira menção conhecida à preparação de batatas fritas, descritas como um prato para ser saboreado no inverno, quando não era possível pescar nos rios congelados. Já os mexilhões fazem parte da dieta do país há muitos séculos, uma vez que abundância e baixo preço os tornavam alimento para a população menos favorecida. Os historiadores da culinária acreditam que não demorou muito para alguém ter a brilhante ideia de combinar os dois.
 
Hoje em dia, a popularidade dos sabores levou à criação de variações, o que fez a denominação moules-frites se transformar em um “tipo de refeição”, não correspondendo a um prato específico. Como a preparação dos mexilhões aceita diferentes temperos e molhos, há várias opções: nature, a l'ail et huile, à la crème, marinière, au vin blanc, gratinée (com direito a queijo parmesão por cima)...
 
O moules-frites é um prato presente no cardápio de inúmeros bistrôs e restaurantes parisienses. Os grandes chefs o classificam como uma versão franco-belga do americano “hambúrguer com batatas fritas” ou do inglês “fish and chips“ (peixe com fritas)... não é, portanto, surpresa que essa seja considerada uma refeição descontraída: grupos pedem uma grande porção para com partilhar, e todos seguram as conchas com a mão.
 
O acompanhamento ideal para moules-frites? Os belgas elegem uma boa cerveja, enquanto os franceses pedem uma taça de vinho branco. Como boa brasileira, não resisto e prefiro uma caipirinha (nada francês, porém perfeito!).

Outros Artigos

> leia mais

Comentários

Deixe seu comentário