Meu primeiro gostinho da gastronomia francesa

Começo a coluna deste mês com uma pergunta para você, querido leitor: você sabe qual foi o primeiro prato da culinária francesa que provou?
 
Eu tenho a minha resposta para essa pergunta: fui apresentada à gastronomia francesa pela minha avó Mahylde, quando era criança e gostava de ficar em sua cozinha assistindo ela preparar um quiche.... quer dizer, uma quiche.
 
Antes de mais nada, minha avó (que foi professora) não vai me perdoar se eu não esclarecer a questão de português: é o quiche ou a quiche? Em francês, a palavra quiche é um substantivo feminino. Já em português, os dicionários que registram a palavra, a indicam como substantivo feminino (Aurélio) ou de dois gêneros (Houaiss). Então, na dúvida, opto pelo denominador comum: a quiche.
 
A quiche favorita da minha avó é a Lorraine, que é também a variação mais tradicional. Como muitas das iguarias francesas, essa também adota o nome do local onde nasceu. Assim, como um prato originário da região da Lorraine, na França, recebeu esse apelido. Mas não fica nisso. Os franceses não gostam de lembrar, porém esse prato tem origem medieval, quando a região era chamada de reino de Lothringen e pertencia à Alemanha. Naquela época, o dialeto falado na área era uma mistura de alemão e francês, portanto, a palavra francesa “quiche” é derivada da palavra alemã “kuchen”, que significa bolo ou torta.
 
As quiches são iguarias versáteis e populares. Atualmente, tais tortas abertas recebem recheios variados, como frango, queijos, cogumelos, cebola, espinafre, alho poró e muitos outros. A quiche Lorraine é a receita mais tradicional, originalmente recheada de nata, ovos e bacon. Com o passar do tempo, o prato evoluiu e, hoje, quase todos que o preparam incluem queijo.
 
Em agosto, celebramos os 88 anos da minha avó Mahylde. E, claro, não faltou uma quiche para comemorar... a preferida dela, aquela que me foi carinhosamente apresentada na infância.

Outros Artigos

> leia mais

Comentários

Deixe seu comentário