O mistério natalino do pain d'épices

Há alguns meses, nós conversamos sobre o Bon Marché. Para quem não lembra, é onde fica a Grand Épicerie de Paris, uma espécie de hipermercado gourmet, que virou uma das mecas gastronômicas da capital francesa, pois, no final de novembro, estava passeando por lá quando um pãozinho diferente chamou minha atenção. Ele tinha um formato especial, que parecia, ao meu ver, um Papai Noel engraçado. 
 
Vi na embalagem: pain d’épices. Hmmm! Pão com especiarias! O pain d’épices é um tipo de pão doce parecido com o gingerbread. Geralmente, a receita leva gengibre, canela e mel, podendo, ainda, acrescentar outras especiarias como cravo-da-índia, pimenta e noz-moscada. A origem histórica é disputada entre as civilizações egípcia, grega, romana e chinesa, cada uma com seu próprio nome a ser precursor da guloseima. Apesar da indefinição, sabe-se que a iguaria ficou popular na Europa Ocidental durante a Idade Média. A receita foi trazida da Terra Santa pelos participantes das cruzadas religiosas e, logo, se espalhou através dos mosteiros. 
 
Mas ainda não resolvia o enigma: que Papai Noel diferentão era aquele? Uma colega francesa desvendou o mistério: o tal pãozinho se chama “pain d'épices de Saint Nicolas” e faz parte de uma tradição seguida por algumas regiões da França.
 
São Nicolau é muito popular na Europa. A figura lendária é ligada à educação das crianças: bom comportamento merece presentes, enquanto mau comportamento é punido. Os castigos variam de um país para outro, porém, na França, a ameaça é de chicotadas distribuídas por seu fiel escudeiro, o Père Fouettard (que significa “Pai Chicote”).
 
Já as crianças bem-comportadas, podem ficar sossegadas. No dia 5 de dezembro, elas devem deixar um par de sapatos, uma cenoura crua e um cubo de açúcar perto da lareira antes de ir dormir. Na manhã seguinte, vão encontrar a cenoura cozida, presentes embrulhados ao lado dos sapatos, além do açúcar transformado em um pãozinho no formato do São Nicolau!
 
Pronto! Já está desvendado o enigma do pain d'épices de Saint Nicolas. Porém continuei curiosa. Com um pouco mais de pesquisa, descobri que um manuscrito de 1453 é o primeiro que coloca o pão com especiarias na mesa de Natal de monges da região francesa da Alsácia. Agora, não me pergunte como ou quem juntou o pain d’épices com a figura de São Nicolau. Essa parte ainda é um grande mistério.
 
 

Outros Artigos

> leia mais

Comentários

Deixe seu comentário