Profissionais qualificados: onde estão?

A retomada do crescimento da economia, acredita-se “com louvor” nessa nova fase da economia brasileira, tem fomentado a abertura de novos negócios, novas empresas, e, com isso, novos postos de trabalho estão surgindo, principalmente no segmento da alimentação fora do lar e da hotelaria.
 
Entretanto, os quadros profissionais de serviços gastronômicos e hoteleiros estão defasados com a sua qualificação e formação mais técnica ao exercício das funções mais especializadas. Na gastronomia, o conceito do conhecimento empírico, do “savoir-fair” e do notório saber, já não são mais suficientes para a manutenção de empregos nesse ramo.
 
O uso de tecnologias avançadas, como fornos combinados, termocirculadores, sistemas de cook & chill, implantações de alta tecnologia na área da gastronomia, torna-se quase senso comum nos estabelecimentos, necessitando, assim, de profissionais mais qualificados. 
 
A leitura de relatórios de produção, elaboração de fichas técnicas de preparo, controle de custos, requisições eletrônicas, planilhas e outros documentos informatizados, não são mais conversa do “futuro das cozinhas”, são o presente, são o necessário e o usual para grandes produções, compatíveis com exigências de cozinhas altamente tecnológicas, sejam pelo volume de produção ou mesmo pelo tipo de alimento oferecido ao “novo” cliente, ávido por experiências e não tão somente o produto. 
 
Não podemos deixar esse momento passar sem que façamos algo!! As escolas, faculdades e cursos devem verificar essa demanda como uma realidade de mercado. Não podemos receber novos talentos apenas com o “glamour masterchef”, pois nesse segmento, o glamour é apenas para o cliente. Para os profissionais, é trabalho, seriedade, comprometimento, ética profissional e total empenho na profissão.
 
Aos novos talentos, leitores dessa coluna, dirijo-me com sinceridade de um cozinheiro experiente: construa sua carreira em estudos sérios, coerentes, reais, apropriando-se desses conhecimentos acadêmicos, a fim de que suas atividades sejam consistentes, coerentes, sérias e compromissadas.
 
Precisamos de vocês no mercado real de trabalho, ajudando a modificar a gastronomia e a hotelaria do estado do Rio Grande do Norte e colocando-a em pé de igualdade com qualquer outro lugar do Brasil e do mundo!
 
Qualifique-se. Pense nisso!
 

Outros Artigos

> leia mais

Comentários

Deixe seu comentário