O jantar de trufas brancas no restaurante Da Paolo

Fotos: Rogério Vital / Deguste
Elmano Marques, o chef Paolo Passariello e Guilherme Martins, da Tartuferia San Paolo
 
Não é todo dia que a gente tem a oportunidade de participar de um jantar em que o produto principal seja a trufa, e ainda mais se essa trufa for a branca. Pois bem, foi exatamente isso que aconteceu na noite dessa segunda-feira, 02, no restaurante Da Paolo, em Petrópolis.
 
Mundialmente cobiçadas, as trufas brancas foram atração no jantar realizado ontem no restaurante Da Paolo
 
Convidado pelo médico Elmano Marques, eu fui conhecer o seu genro Guilherme Martins, um dos sócios da Tartuferia San Paolo, um misto de bistrô e empório em São Paulo, especializado na comercialização de trufas e vários produtos gourmets preparados com trufas italianas brancas e negras. São duas casas: uma na Alameda Lorena e outra na Oscar Freire, nos Jardins.
 
 
Além de visitar a família durante as festas de fim de ano, Guilherme também veio a Natal prospectar possíveis interessados em trabalhar com os produtos da Tartuferia, que tem um mix bastante interessante, com conservas, trufas brancas e negras, cremes, molhos, trufas picadas, salsas, condimentos, molho de tomate, massas, risotos, polentas, laticínios e doces, além de utensílios para presentes e uso em cozinhas, como o fatiador de trufas.
 
Convidados para o jantar, entre eles Benício Siqueira, diretor da Revista Deguste, e Marcelo Dieb (em pé), do Blog Meu Bem Comer
 
Guilherme disse que o formato da parceria é flexível, que pode ser o de máster franqueado ou simplesmente o de representante. Ele informa que a empresa já tem boas negociações em andamento em cidades como Fortaleza, Recife e Goiânia. E quem estiver interessado pode entrar em contato com Guilherme pelo telefone (11) 98109-0343.
 
O jantar teve início com uma excelente Bruschetta com lardo (iguaria feita a partir da capa de gordura das costas do porco), funghi porcini, azeite trufado e cebolinha. Ao chegar à mesa, o perfume do azeite trufado exalou seus aromas imponentes. Em boca, a bruschetta estava com sabor delicado, numa perfeita harmonia entre os ingredientes. Sinceramente, esta foi uma das melhores bruschetas que eu comi, e olha que eu já comi muita bruschetta bem feita por aí, principalmente em São Paulo e na própria Itália.
 
Bruschetta com lardo, funghi porcini, azeite trufado e cebolinha
 
Para o segundo prato, o chef Paolo Passariello serviu um clássico italiano: Ovos fritos com gema mole na manteiga trufada, pimenta do reino e lascas de trufa branca, servidos com aspargos frescos. Sensacional!!! Mais uma vez, os aromas marcantes da trufa deixaram o ambiente perfumado. E o prato estava uma delícia!
 
Ovos fritos com gema mole na manteiga trufada, pimenta do reino e lascas de trufa branca, servidos com aspargos frescos
 
O prato principal da noite deixou os convidados inebriados com seu sabor e textura: um Pappardelle puxado na manteiga trufada com funghi e linguiça, finalizado com lascas de trufa branca. O que era para ser um prato mais pesado, na verdade mostrou-se leve. A massa estava no ponto de cocção correto e a manteiga trufada deixou-a muito saborosa. No conjunto, o prato tinha um sabor intenso pela presença do funghi e da linguiça, mas ao mesmo tempo era muito perfumado e delicado. Foi difícil parar de comê-lo! Paolo realmente nos surpreendeu com um grande prato, e mostrou por que seu restaurante é uma das melhores opções gastronômicas de Natal. 
 
Pappardelle puxado na manteiga trufada com funghi e linguiça, finalizado com lascas de trufa branca
 
Ao final do jantar, fui para a minha casa feliz da vida pela oportunidade vivenciada, na certeza que comecei muito bem 2017. E que venham outras experiências maravilhosas com essa neste ano!
 
Sobre as trufas
 
Apenas alguns tipos de trufas são utilizados na gastronomia. As mais nobres, por seu aroma e sabor extremamente marcantes, são a trufa branca de Alba e a trufa negra de Perigórd.
 
As melhores são encontradas na Itália, França e Espanha. As trufas brancas de Alba, da região do Piemonte, e de San Miniato na Toscana, são consideradas as melhores trufas do mundo. 
 
Ao contrário das trufas brancas, que não podem ser cultivadas pelo homem, existem hoje regiões de cultivo de trufas negras no Reino Unido, Espanha, Estados Unidos, Austrália, Suécia, Nova Zelândia e até no Chile.
 
As famosas trufas brancas são fungos subterrâneos que crescem cerca de 30 centímetros do solo úmido. São selvagens, ou seja, não existe produção ou plantio das trufas, e por isso fazem dela um ingrediente maravilhoso e único.
 
Sua cor é levemente dourada, tem formato irregular e superfície lisa. A trufa branca impressiona pelo sabor delicado e é muito cara, porque só aparece em uma época durante o ano, entre fim de setembro a meados de dezembro. 
 
Na gastronomia, é usada sempre para finalizar belos pratos, e dando aquele toque de sofisticação e sabor marcante. Não pode ir ao fogo, pois o sabor e aroma característicos somem. E ninguém deseja isso, né?
 
Da Paolo Cucina Italiana
Rua Mipibu, 523
Petrópolis - Natal/RN
Fones: (84) 2010-5512 / 99488-3188
 
Tartuferia San Paolo
Alameda Lorena, 1906 e Rua Oscar Freire, 155 
Jardim Paulista - São Paulo/SP
Fones: (11) 3831-8072 / (11) 3854-0085

 

Comentários

Deixe seu comentário

voltar <