Confira a segunda parte da viagem da SAV ao Vale dos Vinhedos

Fotos: Rogério Vital / Deguste
Confraternização da SAV com Antônio Dal Pizzol (centro) e o enólogo Marcos Zonta (à direita)
 
Continuando a incursão pelo Vale dos Vinhedos, a Sociedade dos Amantes do Vinho - SAV - foi até as vinícolas Dal Pizzol e Estrelas do Brasil. Em ambas, os donos das produtoras receberam a confraria. Confira abaixo:
 
Dal Pizzol
 
Registro do interessante projeto VinumMundi
 
Comandada pelos irmãos Antônio e Rinaldo Dal Pizzol desde 1974, ano de sua fundação, a Dal Pizzol é parada obrigatória para quem está na Serra Gaúcha envolvida com o mundo do vinho.
 
Antônio dal Pizzol com o enólogo Marcos Zonta
 
A SAV foi recebida pelo simpático e amável Antônio Dal Pizzol, que fala, com muita paixão, da vinícola de sua família, que produz, atualmente, 18 rótulos entre vinhos e espumantes, em um total de 300 mil garrafas ao ano.
A safra 2015 do Vinho do Mundo
foi feita com 165 tipos de uvas
 
A degustação aconteceu no restaurante da vinícola, que só funciona com reserva antecipada. Foram provados vários rótulos com explicação de um dos enólogos da casa, Marcos Zonta, e com intervenções pontuais do próprio Antônio Pizzol. Em seguida, foi servido um almoço regado a muito vinho para harmonizar com os pratos italianos.
 
 
Na sequência, o grupo foi conhecer o projeto VinunmMundi (Vinhedo do Mundo), que funciona em uma área de apenas 0,7 hectares, mas que reúne nesse minúsculo espaço mais de 400 variedades de uvas de 30 países. Projeto semelhante a esse só existe em mais dois países, na Itália e na França.
 
A última safra do VinunmMundi é de 2015, elaborada com 165 variedades de uvas, no entanto, ele não é produzido comercialmente. São feitas anualmente apenas 500 garrafas de 500ml de uvas brancas e tintas. "É uma vinho de celebração", ressalta Antônio, que gentilmente abriu uma garrafa para a SAV.
 
O projeto de vinificação desse vinho é desenvolvido em parceria com a Embrapa, para destacar as uvas que mais se adaptam ao solo brasileiro e que têm potencial para serem cultivadas em larga escala comercialmente. A primeira safra do Vinho do Mundo é de 2011.
 
Dal Pizzol
RS-431, KM5 - Distrito de Faria Lemos
Bento Gonçalves/RS
Fone: (54) 3449-2255
 
Estrelas do Brasil
 
A linda paisagem dos vinhedos da vinícola Estrelas do Brasil
 
A quarta vinícola visitada pela SAV foi a Estrelas do Brasil, que apesar de produzir vinhos tintos, destaca-se mesmo pelos seus refinados espumantes de alta qualidade, elaborados pelo método champenoise.
 
A vinícola foi fundada em 2005 por dois enólogos, o brasileiro Irineo Dall’Agnol, e o uruguaio Alejandro Cardozo, em uma área privilegiada em Bento Gonçalves, que tem uma vista encantadora.
 
O enólogo Irineo Dall’Agnol apresentando seus espumantes
 
A SAV fez um passeio pelos lindos vinhedos, enquanto Irineo fazia a explanação sobre a vinícola. A degustação, que seria ao ar livre, foi feita na própria casa do enólogo porque fazia muito frio no final daquela tarde.
 
A degustação aconteceu na própria residência de Irineo
 
Irineo abriu quatro garrafas do seu Estrelas do Brasil: o Prosseco, o Brut Rosé-Pinot Noir, o Nature Rosé e o Nature Negro, e falou sobre as características de cada um. Trata-se de produtos bem feitos, de qualidade muito acima da média e com estilos bem diferentes.
 
Os espumantes degustados pela SAV foram muito elogiados
 
Irineo explicou que todos os espumantes e vinhos da Estrelas do Brasil são vendidos diretamente ao consumidor final através do site da vinícola, ou na própria vinícola. "É uma forma de deixar o produto mais barato porque dessa maneira evita-se o intermediário".
 
Estrelas do Brasil
Vila Faria Lemos, s/n - Bento Gonçalves/RS
Fone: (54) 3439-1089 / 9924-1016
vendas@estrelasdobrasil.com.br
estrelas@estrelasdobrasil.com.br

Comentários

Deixe seu comentário

voltar <