Conheça a beleza, o sossego e a boa gastronomia da Rota Ecológica, em Alagoas

Fotos: Benício Siqueira / Deguste
Todo mundo sabe que Deus foi bastante generoso quando criou o Brasil, dotando-o de muita beleza natural, de norte a sul do país. Mas existe um lugar especial, em Alagoas, em que a generosidade do Criador ultrapassou todos os limites: a ainda pouco conhecida Rota Ecológica, um pedacinho do litoral norte daquele Estado, com aproximadamente 25 km de extensão.
 
 
Ao longo desse percurso, o turista se encanta com as belezas naturais de várias praias paradisíacas e quase desertas, de um lugar ainda selvagem. E o caminho, ou melhor, a estrada asfaltada que leva a esse belíssimo lugar é emoldurada por coqueirais dos dois lados, e atravessa pequenos povoados, como São Miguel dos Milagres (a cidade mais importante da região), Porto da Rua e Porto de Pedras, que a gente pode chamar de núcleo da Rota Ecológica. Porém existem outros lugares igualmente lindos, como Praia do Marceneiro, a Praia das Bicas e Japaratinga.
 
 
O interessante desse lugar é que o mar praticamente não fica à vista. Ele está a cerca de 500 metros da estrada, escondido pelo vasto coqueiral, contribuindo decisivamente para manter algumas de suas praias preservadas e praticamente intocadas pelo “desenvolvimento” urbano.
 
 
O turismo, que ali se pratica, é o turismo sustentável, que entra em perfeita harmonia com as muitas pousadas de charme, que foram construídas, e que prezam por conforto, pela boa gastronomia e por uma atenção especial ao seu hóspede, que, ao procurar por essa região, deseja descansar e curtir dias de sossego e tranquilidade, em meio a tantas belezas naturais, de mar cristalino.
 
 
A Rota Ecológica ficou durante muito tempo praticamente escondida por conta de um desvio da estrada principal (para quem sai de Maceió com destino a Maragogi) e de uma travessia de balsa da estrada secundária (entre Porto de Pedras e Japaratinga).
 
O lindo visual de Japaratinga
 
Enquanto todo mundo procurava explorar as belezas de Maragogi, esse lugar ficou esquecido, até que, no ano 2000, foi construída a primeira pousada de praia, a Pousada do Toque, a melhor da região. E, até hoje, uma das melhores pousadas de charme do país, com 17 chalés, seis deles com piscina privativa, e dois restaurantes.
 
Panelada de frutos do mar feita no leite de coco
 
A Deguste foi conhecer de perto esse paraíso e traz para você, nesta edição de fevereiro, um pouco da beleza, do charme e da boa gastronomia da Rota Ecológica, principal corredor rodoviário entre Maceió e Maragogi.
 
A entrada norte é por Japaratinga, que fica a 10 km de Maragogi. Saindo de Natal de carro, segue pela BR-101 até Recife, entra na rodovia estadual PE 060, que leva até Maragogi. De lá, segue na rodovia AL 101, até chegar em Japaratinga, início da Rota Ecológica.
 
Vista parcial de Porto de Pedras com o farol no alto
 
Mas é na Praia das Bicas que se pega a balsa para atravessar o rio Manguaba e chegar em Porto de Pedras. Desse ponto até Barra de Camaragibe ficam os lugares mais lindos da região, bem como as melhores pousadas, principalmente entre Porto da Rua, São Miguel dos Milagres e na Praia do Toque. A entrada sul é caminho para quem está em Maceió. É só chegar à AL 101 e seguir até Barra de Santo Antônio. Depois dobre à esquerda, na direção de São Luiz do Quitunde.
 
Turistas tomando banho nas piscinas naturais de Porto da Rua
 
Vire à direita na Usina Santo Antônio em direção à Barra de Camaragibe. É muito fácil de chegar, pois a sinalização é boa nos dois sentidos.
 
Em Porto de Pedras, fica o Projeto Peixe Boi. É no Rio Tatuamunha, onde é feito o passeio de jangada, que os animais são readaptados ao seu habitat natural. Para fazer esse passeio, agende na pousada que você estiver hospedado.
 
Vista de Porto da Rua a partir das piscinas naturais
 
O passeio de jangada pela Rota Ecológica é uma excelente opção para o turista começar bem o dia. Em praticamente todas as praias há jangadas coloridas saindo diariamente às piscinas naturais, sempre no período de maré baixa. Você pode acertar esse passeio também na pousada, ou diretamente na Associação dos Pescadores, no centrinho de Porto da Rua, em São Miguel dos Milagres. O passeio completo dura, em média, duas horas. Chegando às piscinas, o turista se encanta com os peixinhos coloridos, com os corais, com a cor da água e, principalmente, a sua temperatura sempre quente, um convite a um gostoso banho de mar sem pressa. É puro relaxamento!
 
 
Outra boa opção de passeio para quem não está de carro são os bugues, que levam os turistas para conhecer as principais praias da Rota, além de alguns pontos turísticos, como o mirante de São Miguel dos Milagres ou o de Porto de Pedras.
 
Principais praias
 
Existem muitas as praias na região. Vamos citar apenas as principais para não estender demais essa matéria, e deixar você com bastante curiosidade para conhecer a Rota Ecológica.
 
A Praia do Patacho é a primeira praia que o turista vai encontrar, depois da travessia de balsa, em Porto de Pedras. Ela é considerada uma das cinco praias mais bonitas do país.
 
As piscinas naturais de São Miguel dos Milagres
 
Não muito distante dali fica a Praia da Laje, de beleza muito parecida com Patacho. Em comum, um lindo coqueiral margeando as praias, compondo um cenário realmente deslumbrante.
 
Na praia de Porto da Rua, você vai encontrar um pouco de estrutura. É um distrito de São Miguel dos Milagres, que tem um centrinho com supermercados, algumas lojinhas, boas pousadas – como a Villa Pantai e o Hotel Angá – pizzaria, restaurantes fora das pousadas e bares de praias bem estruturados.
 
 
A Praia do Toque também é muito bonita e é quase exclusiva, para quem está hospedado nas maravilhosas pousadas de praia, como a Pousada do Toque.
 
As Praias do Riacho e de São Miguel dos Milagres são os locais onde costumam ficar os grupos que vêm de Maragogi ou de Maceió para conhecer a região, em um esquema de bate e volta. Existem alguns restaurantes de praia com boa infraestrutura para receber esse pessoal, enviado principalmente por operadoras de turismo.
 
 
A Praia do Marceneiro, além de lindíssima, é uma excelente opção para os que buscam tranquilidade, menos aos domingos, dia em que ela é bastante frequentada pela população local. Ela tem uma curva cercada por coqueiros, que acaba dando um charme a mais, e o acesso a ela ocorre por via calçada. Embora seja um pouco “urbana”, não existe estrutura a beira mar. O mar é calmo e de águas cristalinas. Fica difícil resistir a um bom mergulho.
 
A Praia dos Morros é a única da região que tem ondas um pouco mais fortes. Nela, é possível até surfar. Para conhecê-la, é preciso ir até Barra de Camaragibe, caminhar um pouco até a beira do rio e atravessá-lo de jangada.
 
 
Gastronomia
 
A culinária da Rota Ecológica é um convite à boa gastronomia, que explora, com muita competência, a diversidade de sabores dos frutos do mar, abundantes na região. Até há pouco tempo atrás, os bons restaurantes ficavam todos dentro das pousadas, que nem sempre recebiam quem não fosse hóspede.
 
Felizmente, de um tempo para cá, algumas pousadas abriram as portas de seus restaurantes para não hóspedes. E também surgiram bons e charmosos restaurantes de rua, além de pizzarias.

Comentários

Deixe seu comentário

voltar <