Assembleia aprova lei que exalta cultura gastronômica rural potiguar

Fotos: Rogério Vital / Deguste
Os queijos fabricados no sertão potiguar e a manteiga da terra são patrimônios da cultura gastronômica do Rio Grande do Norte e, desde o mês de julho, ganharam uma lei especial, de número 159/2017, que determina quais devem ser os critérios da produção de alguns dos itens mais valiosos da nossa gastronomia.
 
A Lei é de autoria do deputado Hermano Morais e foi sancionada pelo Governo do Estado. “Essa legislação consolida a preservação da nossa cultura gastronômica, bem como favorece a economia rural através da geração de emprego e renda”, afirma o deputado.
 
A partir de agora, os produtores de queijos artesanais devem integrar programas de desenvolvimento profissional e programas de qualidade e higiene sanitária, específicas para produção artesanal, precisando de certificados por instituições públicas e/ou privadas legalmente reconhecidas, para cumprimento das exigências necessárias à obtenção dos registros que vão atestar a qualidade dos produtos.

Comentários

Deixe seu comentário

voltar <