Casa Nacre passa a servir banquetes no café da manhã

Publicado por Isabela Santos em 27 de nov de 2019

Compartilhe:

Pratos foram inspirados na cozinha do interior do Rio Grande do Norte

A Casa Nacre, padaria artesanal que ganhou fama em Natal pela qualidade dos seus pães de fermentação natural, incluiu no cardápio verdadeiros banquetes para o café da manhã. São quatro refeições inspiradas no gosto dos potiguares com referências internacionais.

Croissants da Casa Nacre são famosos em Natal

As refeições servem entre duas e quatro pessoas e estão sendo oferecidas a preços promocionais de terça a sexta-feira, com 20% off, a partir de R$ 38,90. Nos finais de semana, os valores vão de R$ 48,60 e R$ 52,40. Com mais R$ 4, o cliente tem direito a free refil de café coado ou pingado.

Padaria artesanal fica na avenida Hermes da Fonsêca, no bairro Tirol

“A ideia é agradar a todos os paladares e fazer com que as pessoas conheçam o novo cardápio. De preferência que venham em grupos de amigos ou em família. Por isso os pratos tão bem servidos, alguns chegam a pesar 1 kg de comida”, conta o padeiro George Nacre, proprietário do espaço, salientando que a composição foi inspirada na culinária do interior e o serviço, nos famosos cafés do antigo Hotel Tirol.

Empresário e padeiro George Nacre diz que serviço é inspirado nos famosos cafés da manhã do antigo Hotel Tirol

Dois dos banquetes são chamados de Potiguares. Em homenagem ao Seridó, o pão Cascudinho na chapa é servido com uma receita de cuscuz interiorana, creme de queijo, ovos, carne de sol na nata, queijo coalho e salada de frutas.

Cuscuz seridoense é embebido no leite e na manteiga e é servido com creme de queijo

Para George, que é natural da Paraíba e considera o cuscuz seridoense o melhor, trazer para Natal o preparo que inclui leite e manteiga tem tudo a ver com a filosofia da casa, que busca resgatar a cozinha antiga, “de quando as coisas eram feitas com mais tempo” e com menos industrializados, tornando-se, dessa forma, mais saudável.

O empresário e padeiro George Nacre, que é natural da Paraíba, considera o cuscuz seridoense o melhor

A versão do café Potiguar que homenageia o Agreste, troca o cuscuz pela tapioca, já que a região é campeã em produção de goma de mandioca.

A padaria ganhou também o café da manhã Americano, com panquecas que tem na composição um extrato de baunilha feito na própria casa e são servidas com calda de laranja. Ovos, bacon, french toast, cookie e salada de frutas completam o combo.

Na versão Europa, o banquete é composto por mini croissant, ovos, geleias, manteiga, queijo branco, peito de peru, salada de frutas, mel, iogurte natural, granola e palmier.

Cada produto que integra os banquetes é também vendido individualmente, como alternativa para quem vai sozinho.

Versão europeia do café da manhã acrescenta palmier como item

A Casa Nacre segue ainda com o cardápio de sanduíches variados, croissants recheados, sopas, tapas, saladas e almoços, inclusive cinco pratos executivos, servidos com couvert. Na seção Cozinha, encontram-se payés, cesta de pães e pão Saint John com acompanhamentos.

A boulangerie tem ainda programações para happy hour e funciona das 7h às 20h, com exceção das segundas-feiras, quando abre às 15h.

Tilápia a Belle Meuniere faz parte de menu executivo

“O inimigo não é o glúten”, diz George Nacre

Ao detalhar o processo natural de fermentação das massas, o padeiro George Nacre e sua esposa, a médica Manuela Vasconcellos, explicam os benefícios que a produção lenta de pães traz à saúde. “O inimigo não é o glúten, é a indústria”, explica o cozinheiro.

Carboidrato presente em pães de fermentação natural é saudável e tem baixo índice glicêmico

A demonização do glúten com o crescente número de pessoas com intolerância a ele é derivada das fermentações rápidas, segundo George. “O problema não é o glúten, é a histamina, que é eliminada em longas fermentações”, conta.

Produtos são feitos com farinhas de trigo puras de alta qualidade

“É a fermentação lenta que faz com que a massa vire um alimento. Os fungos e as bactérias desse processo degradam as proteínas e tornam o pão ideal para consumo”, o casal segue argumentando e acrescenta que o carboidrato desse tipo de comida é excelente e com baixo índice glicêmico.

Eles dizem ainda que a Casa Nacre preza pela saúde e pelo respeito a quem vai consumir seus produtos. Por isso, as massas são magras, com farinhas importadas e puras, sem nenhum tipo de conservante.

French toast é feito com o pão Saint John

 

Casa Nacre
Av. Hermes da Fonseca, 1214
Tirol – Natal/RN
Fone: (84) 3216-0700
Instagram: @casanacre